» Novidades
Publicado em :18/08/2017
Análise Setorial – Edição de 18/08/2017

Nota da coluna Broadcast do Estadão relata que a Unimed-Rio está oferecendo seu principal ativo para reduzir seu endividamento: os clientes. A empresa negocia o seu balcão para a venda de seguros. Já há conversas em andamento, mas nenhum contrato de exclusividade foi fechado. As candidatas a levar são seguradoras que operem, sobretudo, no segmento de […]

+
Publicado em :18/08/2017
Folha de S. Paulo – Imposto não fabrica saúde

Alexandre Jobim* Está na praça o conto do “sugartax”. Em bom português, significa criar um imposto contra os cidadãos para frear o consumo de “bebidas açucaradas”. A ideia, exótica e ineficaz, de sobretaxar refrigerantes e outras bebidas é cópia de ações tentadas em outros países. No México, onde os padrões de consumo e comportamento são […]

+
Publicado em :18/08/2017
Valor Econômico – Regulação, o debate que falta

Renato Porto* Em vista da crise sem proporções pela qual o país passa, é natural que o debate acabe circunscrito aos contornos éticos, policiais e político-econômicos. Porém, o grande anseio da sociedade, apresentada por diversas manifestações populares, reside na melhora do Estado, pano de fundo das grandes operações policiais e consequentes processos judiciais e políticos. […]

+
Publicado em :18/08/2017
O Estado de S. Paulo – Unimed-Rio vende clientes para sanar as suas dívidas

A operadora de planos de saúde Unimed-Rio está oferecendo seu principal ativo para reduzir seu endividamento: os clientes. A empresa negocia o seu balcão para a venda de seguros. Já há conversas em andamento, mas nenhum contrato de exclusividade foi fechado. As candidatas a levar são seguradoras que operem, sobretudo, no segmento de varejo. A […]

+
Publicado em :18/08/2017
Folha de S. Paulo – ANS vai ter regras para monitorar obesidade

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) irá lançar diretrizes para diagnóstico e tratamento da obesidade entre usuários dos planos de saúde, quadro que vem avançando no país. A Folha teve acesso a parte das propostas, atualmente em discussão com médicos, nutricionistas e educadores físicos, e previstas para serem implementadas ainda neste semestre. Atualmente, 47,6 […]

+
Publicado em :16/08/2017
Análise Setorial – Edição de 16/08/2017

O Globo traz matéria sobre o primeiro encontro para debater novos modelos de saúde no Brasil, promovido pelo jornal. “Tudo que puder ser financiado ou cofinanciado pelo cidadão (pela participação em exames e atendimentos junto ao plano de saúde) alivia o SUS, melhora o atendimento, que fica menos demorado, principalmente, para quem depende 100% do sistema […]

+
Publicado em :16/08/2017
Folha de S. Paulo – São Paulo vai fazer PPP para central de diagnósticos

O governo de São Paulo pretende passar a execução de parte dos exames médicos para a iniciativa privada por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada), cujo chamamento está em aberto. Será um contrato de R$ 356 milhões, nas estimativas da Secretaria da Saúde. “Não está definido o tempo de vigência, mas deverão ser 20 anos”, […]

+
Publicado em :16/08/2017
O Globo – Mudar remuneração pode aumentar a eficiência do setor

Revisar a estrutura de remuneração de profissionais e serviços e informatizar os dados da saúde pública e privada estão na linha de frente dos esforços para melhorar o desempenho do setor, dizem os especialistas. — É preciso discutir o modelo remuneratório. Somos remunerados pela ocorrência da doença, e não para cuidar da saúde das pessoas. […]

+
Publicado em :16/08/2017
O Globo – Para ministro, uso de planos ajuda SUS

O maior uso de planos de saúde privados poderia melhorar em qualidade e agilidade o atendimento médico do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo o ministro Ricardo Barros. Defensor da criação dos chamados planos populares — com cobertura e custo reduzidos, em um novo modelo ainda em discussão —, ele sustenta que o mercado de […]

+
Publicado em :14/08/2017
Análise Setorial – Edição de 14/08/2017

Para reagir à perda de pacientes de planos de saúde e ao avanço das redes populares, clínicas paulistanas vão se unir para divulgar serviços e oferecer consultas mais baratas, de R$ 90 a R$ 120. A Folha assinala que o segmento de redes com preços populares tem rápida expansão, apostando em unidades em locais de grande movimento, […]

+